É CAMPEÃO! América vive dia mágico e conquista o Bicampeonato da Série B

  • Pedro Amim
  • 25/11/2017 20:40
O gol do título americano foi marcado pelo capitão Rafael Lima (Foto: Mourão Panda/América)

É CAMPEÃO! Foi com raça, suor e determinação que o América coroou o trabalho excepcional de todo o Clube e conquistou o título da Série B de 2017. Com direito ao recorde de público da história do Novo Independência – 22.481 torcedores americanos fizeram a festa na casa do Coelho – o time americano bateu o CRB por 1 a 0 na tarde deste sábado (25/11) e garantiu seu bicampeonato da Série B.

O gol do título do Coelhão saiu no segundo tempo, aos 20 minutos, com uma jogada de raça do capitão Rafael Lima, que escorou a bola para o fundo das redes com a coxa direita e explodiu de alegria a torcida americana. 

Depois, foi só esperar o apito final, que decretou mais uma vitória do Coelho no campeonato e o título Série B. Com campanha irretocável, o América finalizou as 38 rodadas da competição com 20 vitórias, 13 empates e apenas 5 derrotas - um total de 73 pontos somados, contra 71 do Internacional, segundo colocado. Além disso, a equipe americana bateu um recorde na história da Série B, sendo a melhor defesa de todas as edições disputadas em pontos corridos, desde 2006, sofrendo apenas 25 gols.  O que demonstra por "A + B" o merecimento do América na espetacular, incontestável e histórica conquista.

VALEU, COELHÃO! É CAMPEÃO!

O JOGO

A partida começou com a festa da torcida e com o Coelho pressionando muito o CRB. Mas a equipe adversária, com muita cera e anti-jogo, conseguiu equilibrar as ações da partida. Sem se importar com a catimba do time alagoano, o América seguiu na pressão e teve chances no fim da primeira etapa.

Primeiro, aos 44 minutos, quando o meia Ruy recebeu dentro da área e foi derrubado pela zaga do CRB: pênalti claro ignorado pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Um minuto depois, Ruy apareceu de novo quando recebeu passe do atacante Bill e finalizou muito forte, mas a bola caprichosamente acabou explodindo na trave.

O Coelho foi para o intervalo com o jogo em 0 a 0 e se viu obrigado a voltar para a segunda etapa em busca da vitória, já que o Internacional vencia sua partida contra o Guarani por 2 a 0. Por isso, o técnico Enderson Moreira mexeu no time ao colocar o meia Renan Oliveira no lugar do atacante Felipe Amorim.

E logo no primeiro minuto da etapa final, Renan chegou bem após tabela com o lateral Norberto, mas a finalização do meia foi defendida pelo goleiro Edson Kölln. A cada segundo que passava, a tensão tomava conta do jogo, e ela aumentou aos 9 minutos, quando o atacante Neto Baiano tocou na saída de Fernando Leal, mas o zagueiro Messias apareceu muito bem para evitar que a bola adversária entrasse no gol americano.

O América voltou a ter outra grande chance aos 14 minutos, quando Bill aproveitou um rebote do goleiro e, na pequena área, finalizou, mas a bola foi defendida. Só que aos 20 minutos a explosão de alegria tomou conta do Independência. Rafael Lima aproveitou a cobrança de escanteio de Ruy na área e fez o gol do título americano após escorar a bola com a coxa direita. 

O time americano ainda criou outras grandes chances, mas a vitória ficou mesmo no 1 a 0. E no momento do apito final a festa tomou conta do campo e das arquibancadas com o título decretado. O Coelhão voltou e com estilo: SOMOS BICAMPEÕES BRASILEIROS! COMEMORE TORCEDOR AMERICANO!

FICHA DO JOGO

AMÉRICA 1 X 0 CRB

Estádio: Arena Independência, em Belo Horizonte

Motivo: 38ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo da Costa (SP)

Gol: Rafael Lima, aos 20’ do 1ºT (América).

Cartões amarelos: Juninho, Luan, Rafael Lima (América); Neto Baiano, Flávio Boaventura, Edson Ratinho (CRB).

AMÉRICA
Fernando Leal; Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni; Ernandes, Juninho e Ruy (Zé Ricardo); Felipe Amorim (Renan Oliveira), Luan e Bill. Técnico: Enderson Moreira

CRB
Edson Kölln; Marcos Martins (Marion), Adalberto, Flávio Boaventura e Diego; Olívio, Yuri, Rodrigo Souza (Tony), Edson Ratinho e Chico; Zé Carlos (Neto Baiano). Técnico: Mazola Júnior

Público: 22.481      
Renda: R$ 98.353,00