Coelho decide permanência no G4 contra o desesperado América/TO

  • Carlos Cruz
  • 19/03/2017 09:09
O atacante Felipe Amorim volta a ser opção para o técnico Enderson Moreira no jogo de logo mais em Teófilo Otoni

Com objetivo de se manter no G4 do Campeonato Mineiro, o América encara seu xará de Teófilo Otoni neste domingo, às 18h30, no Estádio Nassri Mattar, no fechamento da 8ª rodada do Estadual. O adversário é lanterna na competição com apenas três pontos, mas o confronto ganhou contornos de decisão. Enquanto o time da casa luta por sua primeira vitória no campeonato, o Coelho precisa da vencer para se aproximar da classificação à semifinal do torneio. Até mesmo um empate pode tirar o Coelho do G4, que entrará em campo já sabendo de todos os resultados dos concorrentes.

 O técnico Enderson Moreira não terá o volante Gerson Magrão, suspenso pelo terceiro amarelo. Auro, Renato Bruno e Ernandes ainda não se recuperaram de suas lesões e também não jogam. Em contrapartida, o atacante Felipe Amorim está novamente a disposição. Ele atuou pela última vez contra o Flamengo, pela Copa da Primeira Liga, quando sofreu uma forte luxação no ombro.

 “Estou me sentindo muito bem. Tínhamos uma previsão inicial de 40 dias de recuperação, mas, graças a Deus, consegui voltar antes e estou muito feliz. Não é nada bom ficar de fora, apenas vendo o time jogar, sem poder ajudar. Participei dos treinos da semana normalmente, sem nenhuma dor e estou novamente à disposição”, comentou o atacante.

 Quem também comemora é o volante Christian. Revelado nas categorias de base do clube, ele vive a expectativa de começar pela primeira vez em sua real posição.

“Será uma chance maravilhosa. Já fui titular como lateral e entrei algumas vezes como volante, mas será a primeira como titular. Na última que entrei como volante, contra o Tombense, teve aquele lance do pênalti, que nos deu a vitória”, relembra o jogador, que sofreu a penalidade convertida pelo atacante Hugo. “Fiquei muito feliz em poder ajudar naquela importante vitória”, completa.

O atacante Hugo, absolvido no julgamento de quarta-feira pela expulsão contra o Murici, pela segunda fase da Copa do Brasil, também está livre para ser escalado.

DECISÃO

Apesar do adversário ser lanterna da competição, a previsão é de jogo duro, em clima tenso. O goleiro João Ricardo prevê uma "batalha" em campo. O time da casa está desesperado, mas vai encontrar um América mobilizado em busca da vitória. 

“Costumo dizer que os jogos mais difíceis são contra times que estão brigando para não cair. Vocês podem ter certeza de que, jogando na casa deles, com a torcida a favor e na situação em que eles se encontram, não vamos encontrar moleza. Eles farão de tudo para nos superar. Mas estamos preparados, todos mobilizados como se fosse a final do campeonato", garante o goleiro. 

O meia Renan Oliveira, outro experiente do grupo americano, também destaca a importância da vitória e o clime decisivo que toma conta da reta final da fase de classificação. A partir de agora, errar é proibido.

 “A gente procura sempre pensar jogo a jogo, somando o maior número de pontos possível. Cada jogo tem que encarar como uma final. Como já estamos no G-4, precisamos buscar as vitórias para nos manter. Agora é buscar cada jogo como se fosse uma final”, sugere o meia. 

A delegação americana chegou no início da noite de sábado em Teófilo Otoni. Antes pegar estrada, o grupo fez o último treino no período da manhã no CT Lanna Drumond, almoçou na concentração e realizou uma viagem segura e tranquila.  

AMÉRICA-TO X AMÉRICA

Motivo: 8ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Nassri Mattar, em Teófilo Otoni
Horário: 18h30
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Márcio Eustáquio Sousa Santiago
Transmissão TV: Premiere