Após primeira convocação, Duda valoriza experiência na seleção

  • João Zebral
  • 08/03/2018 11:25
Jogadora americana treinou por 20 dias na Granja Comary (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Antes mesmo de a temporada atual começar, a equipe feminina do América já tem jogadora convocada para a Seleção Brasileira Sub-17. Após um excelente trabalho no ano passado, Maria Eduarda, de 16 anos, treinou com o time brasileiro na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), por 20 dias.

A atleta fez parte do grupo pré-convocado para a disputa do Sul-Americano Sub-17, que está sendo disputado na Argentina. Mesmo ficando de fora da lista final do torneio, Duda, acredita que causou uma boa impressão no técnico Luizão.

“Quando fui para a seleção, os treinos do América ainda não tinham voltado. Portanto, estava sem ritmo de jogo. Essa falta de ritmo pesou um pouco durante os treinos na Granja, mas deu para mostrar bem o meu futebol", conta.

“Minha impressão foi de que poderia estar melhor, por não estar treinando. Mas foi bom. Terei outras oportunidades e vou procurar fazer meu melhor”, completa a americana.

A joia do Coelho, que foi convocada pela primeira vez, valorizou  o primeiro contato com as jogadoras e a comissão técnica do Brasil.

Não conhecia ninguém. Foi bom, porque tivemos total contato uma com as outras. Parecia que já nos conhecíamos. Foi muito legal. Ninguém deixou de conversar, todo mundo muito unida”, afirma a jogadora.

Atleta de grande potencial, Duda terá toda a temporada pelo América para seguir mostrando sua qualidade. Confiante, ela acredita ter potencial para ser convocada novamente e já está de olho na lista para o Mundial Femino Sub-17, em novembro, no Uruguai.

“Com certeza é um objetivo. Farei o possível no América para tentar buscar esta oportunidade novamente”, finaliza Duda.