Primeiro clube carbono neutro do Brasil, América terá selo especial na camisa

  • Daniel Hott
  • 18/08/2018 10:25
Diante do Fluminense-RJ, Coelho comemora marca importante no quesito sustentabilidade (Foto: Daniel Hott / Divulgação)

Fora dos gramados, a partida diante do Fluminense-RJ, neste domingo, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, será especial para o América. A partir deste confronto, o Coelho passa a adotar em sua camisa um selo Carbon Neutral chancelado pela SaveCerrado, que certifica a compensação de todo o carbono emitido nos jogos dos quais foi mandante em 2018.

Com isso, o América concretiza um dos primeiros grandes objetivos de sua parceria com a SaveCerrado, lançada em julho, e torna-se o primeiro clube carbono neutro do Brasil.

A neutralização do carbono emitido é feita com a preservação de uma área de 80 mil m², localizada em Bonito de Minas (MG) - confira no mapa abaixo. O território passa a carregar o nome do América e será protegido pela SaveCerrado em nome do Clube, que promoverá o desenvolvimento de ações sustentáveis nesta região.

“Desde que lançamos nossa parceria com a SaveCerrado, tínhamos claro o objetivo de fazer do América o primeiro clube carbono neutro do Brasil. Entendemos que o trabalho de sustentabilidade deve ser uma das premissas de nossa atuação. Estamos muito contentes por receber o selo Carbon Neutral, mas sabemos que essa parceria está apenas no começo. Temos outras grandes metas de sustentabilidade pela frente”, comenta Erley Lemos, Diretor de Marketing e Negócios do América.

Os cálculos de levantamento das emissões de carbono foram feitos pela Trilho Ambiental, empresa referência em licenciamento ambiental e sustentabilidade. Este inventário será submetido a uma certificação de terceira parte. Foram levados em conta as emissões das operações de todos os 18 jogos do Coelho como mandante em 2018, incluindo a partida deste domingo. Clique aqui para acessar o inventário.

Reconhecimento

O duelo contra o Fluminense-RJ é emblemático para a causa da sustentabilidade. O clube carioca tem parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, o que faz com que dois dos maiores biomas brasileiros sejam representados em campo.

Exatamente por isso, o confronto contará com a participação de um importante órgão: a FSC Brasil - Conselho de Gestão Florestal. Aline Tristão, Diretora Executiva da entidade, estará presente no Independência e vai entregar aos clubes placas para celebrar o apoio a ações sustentáveis. A peça é produzida com madeira certificada.