Carlos Alberto exalta primeira oportunidade: "Sou grato ao América"

  • Daniel Hott
  • 08/04/2020 15:55
Atacante de 17 anos estreou na equipe profissional do Coelho em fevereiro, diante do Coimbra-MG (Foto: Mourão Panda / América)

A temporada 2020 tem um sabor especial para um jovem atacante americano. Foi nela que Carlos Alberto, cria do DNA Formador do Coelho, fez sua estreia como atleta profissional aos 17 anos. Os primeiros minutos aconteceram na vitória por 2 a 0 sobre o Coimbra-MG, em fevereiro, pela 6ª rodada do Campeonato Mineiro.

Carlos Alberto foi chamado por Lisca nos momentos finais da partida e entrou no lugar de Ademir. O jovem americano teve as primeiras impressões de um duelo profissional e realizou um sonho de infância.

“Eu pensei apenas em me divertir, pois vinha sonhando com esse momento há muito tempo. Quando o Lisca me chamou, só pensei em me divertir e queria muito fazer um gol. Mas sei que tudo acontece no momento certo. Tenho certeza de que vou dar muitas alegrias à torcida americana”, explica.

O atacante chegou ao América em abril de 2018, para integrar a equipe Sub-17. No ano seguinte, Carlos Alberto subiu para o time Sub-20 e, na reta final da temporada, foi incorporado ao grupo profissional. Ele vê essa ascensão com bons olhos e conta com o apoio dos companheiros para se adaptar à equipe principal.

“Desde o ano passado estou integrado à equipe profissional e estou levando tudo muito bem. O América tem um grupo que, mesmo com a mudança de peças, continuou com a mesma característica, que gosta muito dos treinos e tem jogadores tranquilos. Todos estão me ajudando, deixando o ambiente muito prazeroso no dia a dia. Sou grato ao América por tudo isso”, diz o jovem.

O trabalho com o técnico Lisca dá ainda mais otimismo para Carlos Alberto. Ele sabe que o treinador tem um histórico de valorização da base e, por isso, se sente à vontade para trabalhar melhor no dia a dia.

“O Lisca é um técnico que veio da base. Ele acredita no trabalho dos jovens e não tem medo de colocá-los. Para um atleta como eu, que subiu recentemente, é muito importante ter a confiança do treinador, da comissão técnica e do elenco. Fico mais tranquilo para fazer o que gosto e ajudar o América dentro de campo”, finaliza.

Confira abaixo outros trechos da entrevistas de Carlos Alberto: