América Futsal inicia treinamento em regime remoto

  • Marina Almeida
  • 14/08/2020 14:00
Equipe americana realizou reunião com atletas, staff de fisioterapia e preparadores físicos para determinar a rotina de treinamento (Foto: Divulgação / América)

O América Futsal realizou, nesta semana, a primeira reunião do grupo por vídeochamada desde a parada devido a pandemia da Covid-19. Além dos atletas, também estiveram presentes o staff de fisioterapia e os preparadores físicos do time. O retorno dos treinos visa o Campeonato Metropolitano e o Campeonato Estadual, que ainda não têm data definida para iniciar.

Os atletas do Clube, durante esse período, receberam acompanhamento particular, mas este foi o primeiro treino em equipe durante o regime de isolamento social, como explica o fisioterapeuta da equipe, Kinho Marcus.

“No início da paralisação criamos um programa de treinamento em casa com vídeos, fotos e textos explicativos para a execução do programa. O modelo teve uma boa aceitação e foi positivo na rotina dos atletas durante todo esse tempo”, explica o membro do staff americano.

Como a pandemia acabou se estendendo mais que o previsto pelo time, todos entraram em acordo e decidiram que era melhor criar uma rotina de treinamentos remotos, com um melhor acompanhamento e rotina. 

“Ajustamos tudo para nos reunirmos, comissão e atletas, e definimos que teremos os encontros duas vezes na semana por vídeochamada. Já tivemos o primeiro encontro e entendemos que foi positivo e produtivo para os aspectos biopsicossociais dos atletas”, analisa o fisioterapeuta.

Para os treinos, o time vem sendo dividido em grupo de 10 atletas cada, podendo ser dada uma atenção maior à execução de cada atividade. Por ser em casa e pelos atletas estarem voltando à ativa com maior intensidade, os trabalhos ainda são mais leves e serão incorporados aos poucos, como explica Kinho.

“Os exercícios estão sendo elaborados de acordo com as características físicas dos atletas já avaliados antes da pandemia e de acordo com a demanda física da modalidade futsal. Buscamos sempre respeitar a segurança dos atletas, evitar os riscos de lesões, já que não temos o controle sobre o ambiente domiciliar de cada atleta, e buscando a melhor adaptação e aceitação dos atletas nos exercícios. Sendo assim, focamos em trabalhos de mobilidade articular, estabilidade articular, equilíbrio e condicionamento físico, força e cardiorrespiratório”, finaliza.