Com boas atuações na temporada, Alê tem contrato prorrogado pelo Coelho

  • Estevão Germano
  • 07/08/2020 09:00
No Clube desde janeiro, Alê vem sendo um atleta importante para a boa temporada do time americano (Foto: Mourão Panda / América)

O América fechou a renovação de contrato do meia Alê. O atleta de 30 anos foi a primeira contratação feita pelo Clube para a temporada 2020 e rapidamente se adaptou, demonstrando bom desempenho em campo com o manto americano. O novo vínculo com Alê vai até maio de 2022.

Alê atuou em 15 dos 16 jogos disputados pelo América nesta temporada, contribuindo com três gols e uma assistência. Mostrando qualidades como boa visão de jogo e eficiência na construção ofensiva da equipe, Alê colaborou para a boa campanha do Coelho no Campeonato Mineiro e na Copa do Brasil. Em seu último clube, o Cuiabá-MT, Alê foi um dos jogadores de destaque da última edição da Série B.

Paulo Bracks, Diretor de Futebol do América, comentou sobre a extensão do vínculo com o meio-campista americano.

"O Alê foi um dos atletas pontuais que contratamos, no fim do ano passado, pelo seu desempenho nas últimas competições. Rapidamente se adaptou ao Clube, dando a impressão de que estava até há mais tempo conosco. O Alê tem um espírito de liderança e também um entrosamento grande com todo o elenco. Esta renovação até 2022 proporciona ao atleta algo que ele não teve recentemente, a oportunidade de uma estabilidade maior para performar em um nível cada vez mais alto", avaliou Bracks.

O meio-campista comemorou a renovação do contrato, demonstrando que uma trajetória de longo prazo no Coelho estava em seus planos desde a chegada ao Clube.

"O sentimento é de felicidade, conquista e realização pessoal. A renovação aconteceu até mais rápido do que eu imaginava. Fico feliz por isso, podendo permanecer no Clube até maio de 2022. Era meu objetivo passar o máximo possível de tempo no América".

Alê também se mostrou grato pelo apoio inicial que recebeu da torcida americana e exaltou o bom ambiente do elenco americano.

"A identificação com o torcedor do América foi bem rápida. Fiquei muito feliz com esse reconhecimento da torcida e tenho procurado retribuir dentro de campo. Minha adaptação, não só minha mas de todos os atletas que chegaram este ano, foi muito boa graças ao conjunto que o América já tinha", afirmou.


Confira o depoimento do diretor Paulo Bracks sobre a renovação: